GD Prado empata no Faial e cai para 10º

Depois de uma pesada derrota na 23ª Jornada do Pró-Nacional, nas Taipas, frente ao Caçadores das Taipas por 4-0, o GD Prado não foi além de um empate a 0-0 com os vizinhos Santa Maria na última jornada, resultado que começa a deixar o GD Prado em situação classificativa difícil e proporciona queda na classificação de 7ª para 10ª.

Num jogo em que ambas equipas procuravam não sofrer golos, bem fechadas no sector defensivo e procuravam jogar no contra ataque, na profundidade e na exploração de lances de bola parada para chegarem ao golo, sem nunca arriscar muito na ofensiva. Isto fez com que o jogo se fosse desenrolando no meio campo, sempre muito compacto.

Numa primeira parte que apenas existiram duas situações de maior perigo para os pradenses, aos 21m na sequência de um pontapé de canto e aos 34m numa recarga de Diego após defesa apertada e incompleta do guardião Carlos (St. Maria).

No segundo tempo, o técnico pradense mexe na equipa no sentido de dar mais força atacante e maior profundidade no jogo. Mas esta alteração nada trouxe de novo.

No entanto, era o Stª Maria que ia procurando chegar à baliza contrária e poderiam mesmo ter chegado ao golo à passagem do 6m a rematar forte, mas ao lado da baliza do guarda-redes Cláudio, e aos 82m na marcação de um livre com Xavi a cabecear ao lado.

Um nulo que assenta bem a ambas as equipas e que traduz bem o mau andamento e desempenho de ambas as formações.

No próximo fim de semana o GD Prado tem deslocação difícil a Joane.

No final, Paulo Rafael (Técnico do Prado) analisava assim o jogo: “Um empate que acaba por ser justo, porque nenhuma das equipas criou situações de golo. Faltou alguma lucidez na hora de finalizar e apesar do empate há coisas boas a tirar do jogo contra o Santa Maria. Se perdesse era mais grave, assim não os deixamos aproximar. Vamos buscar estes dois pontos a outro sítio”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *