Estudo pioneiro vai medir felicidade dos colaboradores das IPSS de Amares

Um estudo científico sobre o índice de felicidade dos colaboradores das Instituições Particulares de Solidariedade Social de Amares vai avançar durante o presente ano, integrado num projecto mais abrangente intitulado “Amares Mais Social, IPSS mais capazes”, o primeiro em Portugal totalmente financiado por um Município.

Pioneiro a nível nacional e com o apoio de uma unidade de ensino superior, o estudo será elaborado por uma psicóloga e pretende medir o nível de satisfação de todos os colaboradores de todas as IPSS amarenses. Os resultados só serão apresentados no final de todas as iniciativas inseridas no projeto global, subdividido em três vectores: requisitos legais de qualidade, estratégia financeira e estratégia comportamental.

A Vereadora da Acção Social da Câmara de Amares, Cidália Abreu, referiu na apresentação do “Amares Mais Social” que “foram as IPSS que identificaram, em sede de Rede Social, as necessidades que tinham e quais as temáticas que gostariam de desenvolver”. O Município reconhece “o trabalho que todas elas desenvolvem desde a infância até à terceira idade, temos plena consciência das dificuldades financeiras que atravessam, no recrutamento de voluntários e quisemos dar o nosso contributo”.

São cerca de 300 colaboradores desde o corpo técnico até aos funcionários das diferentes áreas, o alvo desta formação que “será ministrada nas próprias instituições, respondendo às necessidades específicas que possam ter”. A formação mais motivacional será em conjunto com todos os participantes.

O Município de Amares, que investe 19 mil euros neste projecto, conta com a Associação Nacional de Gerontologia na realização e concretização de todo o plano de formação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *