Câmara de Vila Verde investe mais de 100 mil euros em bolsas de estudo para 237 alunos

O Executivo Municipal de Vila Verde vai analisar e votar, na reunião da próxima segunda-feira, a atribuição de 237 bolsas de estudo a alunos do ensino superior residentes no concelho de Vila Verde, entre 367 candidatos, num investimento global previsto de 104 mil e 30 euros.

Os valores das bolsas oscilam consoante os escalões em que os candidatos estão integrados e em conformidade com as declarações de rendimentos apresentadas. Os candidatos pertencentes ao corpo ativo da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Verde recebem a bolsa máxima.

Está ainda prevista uma redução de 50% do valor a receber em caso de acumulação de subsídio ou bolsa atribuída por outra entidade.

Devido às limitações impostas no âmbito das medidas de combate à pandemia da Covid-19, este ano, o pagamento vai ser efetuado através de transferência bancária.

Para o efeito, os alunos contemplados, nomeadamente para o fornecimento do IBAN e para a entrega da documentação necessária (declaração de não recebimento de subsídio ou bolsa atribuída por outra entidade), deverão enviar um email para: bolsaensinosuperior@cm-vilaverde.pt.

Em comunicado, a autarquia explica que “entre os objetivos que sustentam este importante incentivo à frequência do ensino superior por estudantes vilaverdenses relevam o propósito de promover a subida dos níveis de formação e qualificação dos jovens de todo o concelho, investindo, assim, na valorização do capital humano e no consequente desenvolvimento social e económico de Vila Verde”.

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, António Vilela, considera que “esta aposta na qualificação dos jovens Vilaverdenses se insere nas políticas municipais de apoio à juventude e é crucial para que o Concelho de Vila Verde possa continuar a vencer o exigente desafio da modernização e da competitividade”.

O autarca refere que “o tecido empresarial concelhio, nos últimos anos, teve um crescimento assinalável, fruto da capacidade empreendedora dos empresários, mas também em resultado da maior atratividade do território e das políticas fiscais de incentivo ao investimento, e, se o talento, o espírito de iniciativa e a capacidade de estudo e de trabalho dos jovens Vilaverdenses continuarem a ser incentivados e apoiados, este capital humano será determinante para captar para Vila Verde novos projetos em diferentes setores de produção”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *