NACIONAL

Portugal vai mergulhar na pior crise em oito décadas

A crise provocada pela pandemia de covid-19 terá repercussões gravíssimas na economia europeia e, nomeadamente, na economia portuguesa. Portugal vai mergulhar na pior crise registada em oito décadas.

A Comissão Europeia prevê para Portugal, em 2020, uma recessão de 6,8% e que a taxa de desemprego suba para os 9,7% devido ao impacto da pandemia de covid-19. O presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, considera que as previsões demonstram a “fatura pesada” da emergência sanitária nas contas da zona euro, instando ao investimento como forma de relançar as economias.

Estas previsões são mais otimistas do que as do Fundo Monetário Internacional (FMI), que previu uma quebra económica de 8,0% e desemprego de 13,9% em 2020.

De qualquer das formas, parece praticamente garantido que esta crise vai ser pior do que a vivida no 25 de abril de 1974. E, de acordo com o Expresso, será mesmo pior do que a sentida em 1936, quando a crise causada pela Guerra Civil espanhola atravessou a fronteira.

A Comissão Europeia estima que a economia da zona euro conheça este ano uma contração recorde de 7,7% do Produto Interno Bruto (PIB), como resultado da pandemia, recuperando apenas parcialmente em 2021, com um crescimento de 6,3%. A situação portuguesa obviamente dependerá da evolução no contexto europeu.

Se a contração do PIB se revelar maior na Europa, Portugal será um dos mais lesados, já que é um dos países mais vulneráveis a um choque pelo lado da procura.

ZAP //

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *