EPATV tem 15 projetos ERASMUS + a decorrer em simultâneo

Decorreu mais uma reunião transnacional do projeto UP-AEPRO – Melhoria das competências dos profissionais de Educação de Adultos, reunião realizada online devido à situação de pandemia que ainda atravessa a Europa.

Este projeto ERASMUS + é coordenado pela EPATV e está no seu segundo ano de implementação, prestes a concluir as suas atividades e produtos.

Durante os dois anos em que decorreu, a parceria desenvolveu um curso à distância para os profissionais de Educação de Adultos, sobre metodologias e práticas com grupos mais desfavorecidos socialmente.

Prepara-se agora a conferência final do projeto, que será realizada também em formato online e à distância, considerando as restrições necessárias nesta fase. Esta conferência deverá ocorrer em novembro deste ano.

As adaptações que foram observadas neste projeto foram/são uma constante nos vários projetos que a EPATV tem a decorrer.

No total, a EPATV está a desenvolver em simultâneo cerca de 15 projetos, nos setores da Educação Escolar, Ensino Profissional e Educação de Adultos.

Todos estes projetos sofreram as necessárias adaptações para que pudessem continuar plenamente operacionais ao longo dos últimos meses, nomeadamente, através do cancelamento de todas as reuniões presenciais e agendamento de reuniões e formações à distância, envolvendo quer os professores e restantes técnicos, quer os estudantes.

“Esta flexibilidade e capacidade de adaptação permitiu que a EPATV pudesse continuar a trabalhar em soluções que melhoram os seus processos de ensino-aprendizagem nas diferentes áreas de atuação, através do desenvolvimento de soluções e métodos que são pensados em conjunto com os mais de 100 parceiros internacionais com quem vamos trabalhando”, refere a instituição em comunicado.

“Conscientes dos princípios do Programa ERASMUS + e dos desafios que os próximos tempos nos apresentam, são eles nos motivam a continuar e a fazer mais e melhor diariamente, encarando este tempo como uma oportunidade para repensarmos e relançarmos a nossa estratégia de internacionalização”, finaliza a escola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *