Ordem lamenta morte de médico que estava internado nos cuidados intensivos

A Ordem dos Médicos (OM) manifestou hoje o seu pesar pela morte, na quinta-feira, de um clínico com covid-19 no Hospital de São José, em Lisboa, e endereçou as condolências à família.

Numa nota enviada às redações, o bastonário da OM lembra que, “por infeliz coincidência”, este profissional faleceu no dia em que se assinalou o Dia do Médico.

“Por uma infeliz coincidência, este médico perdeu a vida no dia em que celebramos o Dia do Médico. Que honremos todo o seu esforço e dedicação aos doentes continuando todos nós, como profissionais e como sociedade, a enfrentar esta pandemia com responsabilidade, seriedade e com todos os meios necessários ao nosso alcance”, diz Miguel Guimarães.

A morte deste médico por covid-19 foi confirmada à Lusa pelo secretário-geral do Sindicato Independente dos Médicos (SIM), que informou que o óbito aconteceu nos cuidados intensivos do Hospital de São José, onde o médico de 68 anos estava internado há 40 dias.

Este é o primeiro caso conhecido da morte de um médico por covid-19 desde o início do surto em Portugal.

A notícia da morte do médico, que tinha sido inicialmente avançada pelo jornal Público, dava conta que o clínico, que terá sido infetado por um colega, era especializado em medicina geral e familiar e colaborava com a equipa de gastroenterologia do Hospital Curry Cabral.

O Público refere ainda que este profissional de saúde “não teria fatores de risco associados”.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 450 mil mortos e infetou mais de 8,4 milhões de pessoas em todo o mundo.

Em Portugal, segundo o último boletim epidemiológico divulgado, morreram 1.524 pessoas das 38.089 confirmadas como infetadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *