Galeria da Biodiversidade no Porto celebra três anos de vida

No terceiro aniversário da Galeria da Biodiversidade – Centro Ciência Viva, o Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto (MHNC-UP) convida a viajar no tempo até maio de 2016, e traz-nos a magia do espetáculo que antecipou a inauguração deste equipamento cultural de referência na paisagem nacional e europeia.

Hoje, pelas 21h30, o espetáculo Lúcia Afogada, de Martim Pedroso & Nova Companhia será apresentado publicamente, pela lente da Um Segundo Filmes, no novo canal de YouTube do MHNC-UP, onde ficará disponível em acesso livre.

Esta será uma oportunidade única para reencontrar o enorme esqueleto de baleia que ocupa o átrio central da Galeria da Biodiversidade, e que, dando corpo à visão partilhada por Sophia de Mello Breyner Andresen no seu conto Saga, do livro Histórias da Terra e do Mar, serve também de base à narrativa museográfica segundo a qual se estrutura o discurso do MHNC-UP.

É com este objeto como pano de fundo que se desenrola a ação de Lúcia Afogada. Com interpretação de Dalila Carmo e Duarte Grilo, e com recurso às mais avançadas técnicas de video mapping, este é um espetáculo de magia, luz, brilho e som, repleto de emoção, beleza e fantasia, e também ele inspirado num conto de Sophia retirado do mesmo livro: História da Gata Borralheira.

Hoje, o MHNC-UP lança um convite especial para a visita ao espaço que serve de palco a este espetáculo, oferecendo entrada gratuita na Galeria da Biodiversidade – Centro Ciência Viva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *