Mata de Albergaria e Bouça da Mó interditas no fim-de-semana

A Mata de Albergaria e a Bouça da Mó estão interditadas para todas as pessoas, incluindo para deslocações a pé, entre as 00h00 de sábado e as 23h59 de domingo, como disse ao ‘Terras do Homem’ o presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro, Manuel Tibo.

Naquele perímetro florestal, com cerca de cinco quilómetros de extensão e caminho de terra batida, durante todo o fim de semana ninguém pode aceder por qualquer meio, segundo acrescentou o autarca.

Tudo isto por causa do Estado de Alerta Especial (EAE) Vermelho que vigora também já no distrito de Braga, tendo o Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios, sido acionado no Município de Terras de Bouro, com base nas previsões, de risco máximo ou muito elevado, de fogos rurais.

Aquela zona igualmente conhecida como Estrada da Geira Romana (a Via XVIII ou a Via Nova), considerada o coração do Parque Nacional da Peneda-Gerês, tem um carvalhal riquíssimo e constitui das maiores reservas transfronteiriças da União Europeia.

Já a estrada florestal asfaltada, situada mais acima, entre a Portela de Leonte e a Portela do Homem, até à zona fronteiriça, inaugurada há uma semana pelo ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, “continuará pelo menos para já a ter a circulação normal até eventuais indicações em contrário”, salientou o autarca de Terras de Bouro.

O acesso continua a ser portajado, por um euro e meio ao dia, pelos Agentes Florestais e dos Vigilantes da Natureza, que irão monitorizar a situação, para o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas.

O cumprimento desta decisão, que implicará inclusivamente a proibição de circular a pé, entre a Bouça da Mó e a Mata de Albergaria, será assegurada pelas forças de segurança, nomeadamente o Corpo Nacional de Agentes Florestais e dos Vigilantes da Natureza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *