Norte-americanos estão a receber sementes misteriosas que não encomendaram

Norte-americanos têm encontrado pacotes de sementes que não encomendaram nas suas caixas de correios. O Departamento da Agricultura dos Estados Unidos alertou os cidadãos para que não plantem os estranhos “presentes” que parecem vir da China.

A agência Reuters avança que o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos está a alertar os norte-americanos para não plantar pacotes de sementes não solicitados que parecem estar a chegar da China.

Estados norte-americanos que se estendem de Washington à Virgínia também pediram aos moradores que não depositassem as sementes no chão, depois de terem encontrado nas suas caixas de correio pacotes que não encomendaram.

As autoridades disseram ainda que as sementes podem cultivar espécies invasoras que ameaçam plantações ou animais.

Estados dos Estados Unidos, incluindo Washington e Alabama, rotularam as remessas como “contrabando agrícola”. As fotografias distribuídas pelos departamentos de agricultura mostram sementes de diferentes tamanhos, formas e cores em envelopes brancos ou amarelos.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos disse, esta terça-feira, que estava a recolher as sementes e que as vai testar para determinar se são uma preocupação para a agricultura ou o meio ambiente.

A agência está a trabalhar com os estados e a Alfândega e Proteção de Fronteiras do Departamento de Segurança Interna para investigar os pacotes, de acordo com um comunicado.

Além disso, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos disse que não há evidências de que os envios sejam algo que não seja uma fraude, na qual as pessoas recebem objetos não solicitados de um vendedor que, em seguida, publica avaliações falsas de clientes para aumentar as vendas.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, disse, esta terça-feira, que o serviço postal da China cumpre estritamente as restrições do envio de sementes.

Os registos das embalagens parecem ter sido falsificados, de acordo com verificações do serviço postal da China, que pediu que fossem enviadas para a China para investigação.

Autoridades estaduais disseram que alguns pacotes foram rotulados como jóias e podem conter escrita chinesa.

As relações entre Washington e Pequim deterioraram-se este ano, atingindo o nível mais baixo em décadas em questões que vão desde comércio e tecnologia até à pandemia do novo coronavírus.

ZAP //

Partilhar esta notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *