CTB leva ‘As Troianas’ às ruínas do Teatro Romano de Braga

É já na próxima semana que o Teatro Romano de Braga volta a cumprir o propósito que levou à sua construção: receber um espectáculo de Teatro.

No ano em que cumpre os seus 40 anos a Companhia de Teatro de Braga leva o texto clássico de Eurípides, AS TROIANAS, a este monumento nacional bimilenar. É uma oportunidade de chamar e envolver a cidade de Braga naquilo que é a sua identidade e marca romana.

O espectáculo decorrerá ao ar livre, beneficiando da acústica natural do espaço e cumprindo todas as condições de segurança sanitária. Durante os dias 29 e 30 de Setembro e 01, 02, 03, 06, 07, 08, 09, e 10 de Outubro, sempre às 21H30, o público poderá usufruir de uma experiência única de assistir a um espectáculo de teatro nas ruínas de um edifício histórico e de enorme importância para a cidade.

Para além disso o público está também convidado a participar numa visita guiada à cidade romana, a decorrer nos sábados de 03 e 10 de Outubro às 11H00.

O clássico grego de Eurípides tem encenação de Rui Madeira e conta com um elenco de 8 actores e com coros constituídos por cerca de 20 elementos da Comunidade de Leitura de Textos Dramáticos do Projecto Bragacult.

O Teatro Romano de Bracara Augusta, no Alto da Cividade, junto às Termas romanas de Maximinos, em Braga, é o único teatro romano existente no noroeste da Península Ibérica.

O teatro foi descoberto acidentalmente, em 1999, quando se procedia a escavações nas termas que levaram à descoberta de estruturas que revelaram a existência de um teatro, cujo estado de conservação acabou por exceder todas as expectativas.

A área que foi possível escavar até ao momento e o número elevado de elementos arquitectónicos e decorativos encontrados permitiram identificar as diferentes partes orgânicas do teatro.

Entre os investigadores é considerada uma descoberta extraordinária que coloca a cidade de Braga ao mais alto nível europeu em termos de arquitectura romana e é o único teatro romano a céu aberto de Portugal e do Noroeste Peninsular.

A existência deste tipo de equipamento em Bracara Augusta (Braga), vem confirmar a importância que a cidade tinha no Império Romano.

Na comemoração dos 40 anos de actividade (1980/2020) a CTB, numa estreita colaboração com os Pelouros do Património e da Cultura da Câmara Municipal de Braga, a Universidade do Minho e a Junta de Freguesia da Cividade, propõe aos Cidadãos uma experiência única: assistirem, cerca de 2000 anos depois, a um espectáculo da cultura clássica naquele histórico local, berço da identidade romana da Cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *