Portugal regista mais 2.535 infetados e 16 mortes

Portugal somou, nas últimas 24 horas, mais 2535 infetados pelo novo coronavírus, e 16 mortes associadas à Covid-19, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde desta quarta-feira. Trata-se de um aumento de 2,44% em relação aos novos contágios e de 0,72% em relação aos óbitos.

No total, desde o início da pandemia, o país contabiliza 106271 casos positivos da doença e 2229 mortes, tendo atualmente 40.804 casos ativos da doença, mais 1179 em relação ao dia anterior.

Ainda de acordo com o boletim da DGS desta quarta-feira, mais 1.340 pessoas recuperaram da Covid-19 nas últimas 24 horas, fixando-se o total de curados em 63238.

Relativamente ao número de internados, há hoje mais 35 pessoas internadas (total é de 1.272) das quais 187 em unidades de Cuidados Intensivos, mais 11 do que ontem.

No que diz respeito aos óbitos, de referir que apesar de Lisboa ser a região com mais vítimas (oito) nas últimas 24 horas, todas as regiões do território continental reportam hoje vítimas mortais: região Norte quatro; região Centro duas; e, Alentejo e Algarve ambos com um óbito.

Por regiões, o Norte continua a ser o mais afetado, com mais 1379 novos casos, totalizando já 42921 contágios desde o início da pandemia no país, e quatro mortos registados nas últimas horas (980 no total). Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo que tem hoje mais 863 infeções, totalizando 49459, e mais oito mortes (898).

No Centro do país, há registo de mais 197 casos (8743 total) e dois óbitos nas últimas horas, na região do Alentejo foram identificados mais 50 infeções (2163) e uma vítima mortal (30 no total), e mais a Sul, o Algarve conta hoje com mais 41 novos casos (2307) e um óbito, totalizando já 23 mortos desde o início da pandemia em Portugal.

Relativamente às ilhas, o arquipelágo dos Açores reporta hoje mais um caso, totalizando 329 contágios, e não regista alterações no número de óbitos, mantendo-se com 15. Quanto à Madeira, conta esta quarta-feira com mais quatro casos positivos, aumentando para 349 o número total, e continua a não registar qualquer morte.

O país, que se encontra em estado de calamidade devido à “evolução grave”, ultrapassou esta semana a barreira dos 100 mil infetados desde o início de março, encontrando-se numa fase de agravamento da pandemia.

Na semana passada, a ministra da Saúde, Marta Temido, antecipou que o número de contágios diários chegaria aos 3 mil brevemente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *