15.750 pessoas recebem kits de emergência em Moçambique com apoio português

Desde bens de higiene, alimentos, mantas, capulanas a redes mosquiteiras, milhares de famílias têm melhoria imediata das suas condições de sobrevivência.

Esta é uma resposta face à grave crise humanitária que se vive no Norte de Moçambique e contemplou a distribuição de kits de emergência em centros de acolhimento temporário e famílias de acolhimento a pessoas deslocadas para mais de 15.750 pessoas.

A ajuda chega através da ONG portuguesa Oikos com apoio do Governo Português, através do Camões, I.P. e diversas pessoas, entidades públicas e privadas que se juntam a esta missão.

Os bens entregues são de acordo com as recomendações internacionais da coordenação da ajuda humanitária, garantindo que as pessoas recebem precisamente o que faz mais falta:

• Bens de higiene: sabão e sabonete, roupa interior, detergentes, absorventes higiénicos, baldes com tampa e torneira.
• Bens para abrigo: mantas, capulanas, esteiras, baldes de armazenamento e bacias.
• Cabazes alimentares: farinha, arroz, feijão, açúcar e óleo alimentar.
• Bens de cozinha: panelas, talheres, pratos, placas de aço inoxidável, jarros para armazenamento de água potável.

Ricardo Domingos, diretor de operações da Oikos, recorda que “o trabalho de Ação Humanitária não reside apenas no esforço em salvar vidas, aliviar sofrimento ou ajudar a manter a dignidade humana. Deve ser a primeira fase de um processo de desenvolvimento, contínuo e sustentável”. Assim, a Oikos dará continuidade a este trabalho de emergência que está longe de terminar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *