Amares, Terras de Bouro e Vila Verde vão receber cerca de 31,5 milhões de euros do Governo

Com a publicação do Orçamento de Estado, são conhecidas as verbas que Municípios e Freguesias vão receber no próximo ano. Os três concelhos do Vale do Homem serão contemplados com uma verba total de 31 milhões 657 mil e 265 euros. A maior fatia é alocada ao concelho de Vila Verde com 17.356.287 euros, Amares terá 7.421.058 euros e Terras de Bouro 6.879.920 euros.

Desta verba, destaque para o valor do IRS que fica em cada concelho. Assim Amares irá receber 531.906 euros, Terras de Bouro 151.540 euros e Vila Verde 1.095.658 euros.

Ao nível de freguesias, em Amares o destaque vai para a União de Freguesias de Ferreiros, Prozelo e Besteiros que irá receber cerca de 100 mil euros, seguida da União de Freguesias de Caldelas, Sequeiros e Paranhos com 83.792 euros e a União de Freguesias de Vilela, Seramil e Paredes Secas com 82.251 euros.

Em sentido inverso, Barreiros, Bico, Carrazedo, Dornelas e Fiscal são as que recebem menos cerca de 40 mil euros. No total, as freguesias de Amares irão receber 760.269 euros.

Em Terras de Bouro, é Vilar da Veiga quem recebe mais (97.173 euros), seguida do Campo do Gerês com 79.610 e Cibões e Brufe com 71.422 euros. A Ribeira é a freguesia que menos vai receber em 2022 através do FEF, que vai ‘entregar’ para todas as freguesias um total de 797.402 euros.

Finalmente, em Vila Verde, todas as freguesias irão receber cerca de 2,3 milhões de euros. O destaque vai para a Ribeira do Neiva que terá 223.020 euros do Orçamento de Estado. A seguir vem a União de Freguesias do Vade com 148.021 euros e a União de Freguesias de Sande, Vilarinho, Barros e Gomide com 129.377.

A Loureira será quem receberá menos do Orçamento de Estado. Para 2022 estão previstos 43.095 euros.

O Distrito de Braga irá receber mais de 216 milhões de euros. É Barcelos que lidera como o concelho que mais recebe (33.585.915 euros), seguido de Guimarães com 31.575.019 euros, Famalicão 26.660.428 euros e Braga com 25.479.481. Vila Verde vem logo a seguir.

Mais desenvolvimentos na edição em papel do ‘Terras do Homem’, hoje nas bancas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *