Etiqueta inteligente ligada vai alertar pacientes para a toma correta e atempada da medicação

É a solução que faltava para garantir que nenhum medicamento volta a ser esquecido. Chama-se DOSEA e é uma etiqueta inteligente que está a ser desenvolvida pelo CeNTI e pelas empresas portuguesas, Neutroplast e BeyonDevices.

Aplicada nas embalagens de fármacos, a etiqueta permite gerar e emitir avisos visuais, alertando os pacientes para a toma atempada da medicação.

Através de uma App, será, também, possível programar os alertas e registar as tomas, garantindo, com isso, um acompanhamento e um maior controlo sobre a evolução do tratamento. Além de minimizar o impacto negativo que o esquecimento da toma da medicação causa na saúde dos pacientes, o DOSEA visa contribuir para a redução significativa do desperdício de fármacos.

Outro dos benefícios da etiqueta inteligente está relacionado com a conservação do medicamento durante o tempo em que é prescrito. A etiqueta é associada a uma base que torna possível monitorizar parâmetros como humidade e temperatura, tendo em vista a monitorização das condições de armazenamento assim como a garantia do estado da embalagem. Os dados obtidos poderão depois ser consultados, em tempo real, através da App.

Apesar de se destinar, sobretudo, a pacientes com doenças crónicas, esta solução pode vir a ser utilizada em medicamentos direcionados para outras patologias, conforme referem os responsáveis do Projeto. A App, além de ser utilizada pelo próprio paciente, pode também ser utilizada por cuidadores, familiares ou profissionais de saúde, para que acompanhem diariamente o tratamento e aderência à medicação.

“Esta solução destina-se a doentes crónicos, cujos tratamentos necessitam de um cuidado exigente ao nível da posologia e de aderência à medicação. Os cuidadores de pacientes crónicos apresentam-se como um grupo com elevado interesse nestas tecnologias.

No entanto, esta solução está igualmente desenvolvida para a população em geral. A toma atempada da medicação é um fator crucial para um tratamento eficaz, além de permitir uma redução significativa do desperdício de medicamentos”, indicam os investigadores.

Única no mercado, a etiqueta inteligente constitui-se, segundo os responsáveis do Projeto, como um “produto altamente atrativo a nível farmacêutico e hospitalar”. “Trata-se de dispositivos discretos, de fácil integração em diferentes tipos de embalagens de medicação, dos quais se destacam os blisters ou frascos de líquidos, de baixo custo, de uso intuitivo e facilmente descartável”, esclarecem.

“Ao nível das soluções comerciais, não existe nenhuma solução que combine a totalidade das funcionalidades apresentadas pela solução DOSEA.

A combinação de eletrónica impressa e convencional, a integração de um sensor impresso de baixo custo que valide, de forma automática, as dosagens ingeridas em cada toma, bem como uma ampla adaptação a uma vasta gama de medicamentos garante à solução DOSEA uma vantagem competitiva face às atuais soluções apresentadas no mercado”, salientam ainda os investigadores.

Foco na internacionalização
Apesar de estar em fase de desenvolvimento, a verdade é que já existem alguns mercados geográficos prioritários onde a solução poderá ser comercializada, nomeadamente América do Norte, Península Ibérica, Magrebe, Europa do Norte e Reino Unido.

“Um dos principais setores de aplicação é a área farmacêutica, com particular ênfase em embalagens. No entanto, os desenvolvimentos inovadores obtidos do Projeto poderão, também, ser direcionados para outros setores não relacionados com a indústria farmacêutica, explorando, assim, outros mercados, como é o exemplo dos suplementos alimentares”, sintetizam os cientistas.

Inovação made in Portugal
Desenvolvido em Portugal, o DOSEA resulta, assim, do conhecimento e know-how de três entidades com atividades distintas, mas complementares.

O CeNTI, instituto de I&DT de referência em Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes TI, está responsável pelos desenvolvimentos de I&D. A Neutroplast, empresa de produção de embalagens para as indústrias farmacêutica e dos cuidados pessoais, é responsável pelo desenvolvimento e produção de uma nova gama de produtos ao nível de smart packaging, estando a BeyonDevices, empresa de inovação e desenvolvimento especializada em dispositivos médicos, responsável pela comercialização nacional e internacionalização da solução.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.