AMARESDestaque

Câmara de Amares disponível para comparticipar obras na Secundária

O presidente da câmara de Amares mostrou-se disponível para ajudar o Governo na requalificação da Escola Secundária. Numa recente reunião com o delegado da DGeste, Manuel Moreira, deixou ficar a sua recetividade para entrar com 7,5% da comparticipação nacional. O representante do Governo clarificou que “as obras da Secundária de Amares são da responsabilidade do poder central”.

O delgado regional mostrou a sua disponibilidade para enquadrar a requalificação da Secundária numa candidatura a fundos europeus. “A câmara deixou, logo, a garantia que comparticiparia com metade dos 15% que competem às entidades nacionais”, referiu Manuel Moreira ao ‘Terras do Homem. Isto é, a câmara entraria com 7,5% e a DGeste com os outros 7,5%.

Manuel Moreira aproveitou para esclarecer declarações proferidas pelo candidato do PS por Braga nas últimas eleições. Em visita à Secundária, José Luís Carneiro falou na existência de uma linha de financiamento de 300 milhões de euros para requalificar escolas e deu a entender que a câmara poderia utilizar algum desse dinheiro para a requalificação da secundária.

“Essas declarações demonstram uma total falta de conhecimento da realidade de Amares. É que foi dessa linha de financiamento que a autarquia apresentou o projeto de requalificação da EB 2/3, foram cerca de 2,3 milhões de euros e cada município só poderia apresentar uma só candidatura. A nossa opção foi a EB 2/3 porque estava sob a nossa alçada ao contrário da Secundária que é do Ministério da Educação”, referiu ao ‘Terras do Homem’.

Estas declarações foram, também, ditas ao presidente da Associação de Estudantes. Francisco Macedo requereu uma reunião com o autarca para falar sobre a Secundária. “Foi uma reunião de trabalho bastante agradável onde foi possível esclarecer tudo”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *