NACIONAL

Portugueses estão a reciclar mais vidro

No primeiro semestre de 2022, foram enviadas para reciclagem 214.511 toneladas de embalagens provenientes da recolha seletiva dos ecopontos verde, azul e amarelo, que servem os portugueses. Isto significa que o esforço de separação de embalagens por parte das famílias em território nacional registou um aumento de 6% face ao período homólogo do ano anterior.

De acordo com dados da Sociedade Ponto Verde sobre o desempenho do SIGRE (Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens), dos diferentes materiais de embalagens que são colocados no mercado, há três que se evidenciaram: foram enviadas para reciclagem 100.119 toneladas de vidro (+9%), 832 toneladas de alumínio (+16%) e 38.769 toneladas de plástico (+4%).

É de destacar, em particular, o bom desempenho do vidro, material que é destinado ao ecoponto verde e cuja tendência de crescimento está a verificar-se, de forma consecutiva, nos últimos dois anos. Para este resultado está a contribuir a estratégia que resulta do compromisso assinado entre os agentes do setor de superar as metas da reciclagem deste material para 2025. Atualmente, a taxa de reciclagem do vidro é de 56% em Portugal e o objetivo é chegar aos 75% até 2025.

Um dos desafios atuais é continuar a incentivar a recolha seletiva nos estabelecimentos do canal HORECA (Hotéis, Restaurantes e Cafés), já que este é um setor, pelas especificidades da sua atividade, fundamental para atingir os resultados de reciclagem de embalagens de vidro.

Para a CEO da Sociedade Ponto Verde, Ana Trigo Morais, “os dados da recolha seletiva de embalagens em Portugal, referentes ao primeiro semestre do ano, deixam-nos particularmente satisfeitos, uma vez que os resultados mais significativos surgem, precisamente, dos materiais que necessitam de um maior crescimento face às metas previstas. Recordo que as embalagens são, genericamente, o único fluxo de resíduos urbanos a cumprir com as metas nacionais. Por isso, continuamos a contar com os portugueses para que se consiga aumentar o número de embalagens colocadas nos ecopontos e que reciclem estejam onde estiverem, nomeadamente neste período de verão e de maior consumo fora de casa”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *