DestaqueVILA VERDE

Antigos alunos dos Seminários de Braga conviveram em Vila Verde

“A password do coração é a escuta, a vida feita de memórias, a amizade que tem um não sei o quê e a renovação diretiva” alimentaram a celebração de mais um Dia do Antigo Aluno dos Seminários Arquidiocesanos de Braga, no dia 1 de Dezembro, em Vilarinho, Vila Verde, na despedida do Presidente da Direcção, José Maria Lima da Cruz.

O encontro anual, marcado este ano por duas Assembleias Gerais uma normal e outra eleitoral, começou com uma Eucaristia, presidida pelo Padre Albino Fonseca, atual Capelão de Santa Luzia, em Viana do Castelo, tendo a Homilia sido proferida pelo Padre Carlos Nuno Salgado Vaz, presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação dos Antigos Alunos dos Seminários Arquidiocesanos de Braga — ASSASB.

A ele pertenceu a primeira proposta do dia: “a aposta na escuta, de si mesmo, de Deus e dos outros, pois, como alguém escreveu: «a password do coração é a escuta»”.

Depois, apoiando-se na Carta Pastoral de D. José Cordeiro, Arcebispo de Braga, desafiou os antigos alunos “a serem capazes de imaginar um futuro diferente para a Igreja bracarense: alegria contagiante de celebrar e redescobrir o encantamento da Eucaristia que dispensa celebrações mortiças e pede escuta acolhedora, mais portas abertas numa Igreja que é a Mãe que busca os seus filhos, centrada no Evangelho, Discípula da Missionária, em formação permanente e em comunhão pastoral”.

“Não há nada que nos descanse mais do que estar com alguém que nos ama. E é isso que recebemos quando dedicamos tempo e coração à oração, pois que orar é uma relação de intimidade, boca a boa com Aquele que sabemos que nos ama”.

“Só desta forma”, prosseguiu, “podemos construir uma Igreja Samaritana que suja as mãos, faz e cumpre o que diz”.

A celebração eucarística foi animada por elementos do Chorus Anima Populi. Seguiu-se uma dupla Assembleia geral. Assinalou-se a despedida de José Maria Lima da Cruz da presidência da Direcção, ao fim de vinte anos de dedicação e empenho, cujos momentos altos foram as celebrações dos 75 e dos 90 anos do Seminário de Nossa Senhora da Conceição, com a edição de vários livros; a atribuição de bolsas de estudo a seminaristas carecidos; angariação de donativos para Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa em conjugação com União das Associações de Antigos Alunos dos Seminários de Portugal— UASP — a cuja Assembleia Geral preside a ASSASB.

Todo o trabalho da ASSASB foi coroado com a entrega da Comenda de Educação ao Seminário de Nossa Senhora da Conceição pela Presidência da República Portuguesa.

Nesta Assembleia Geral, José Maria Lima da Cruz lembrou companheiros de luta, como Guilherme Moreira, Amílcar Mesquita, Dias da Silva, Manuel Real, e agradeceu o contributo de Américo Soares, João Varandas, Manuel Domingos, Manuel Matias e José Costa Amorim, entre outros.

Justificou o seu pedido de demissão com motivos familiares e a necessidade de uma Direcção renovada que possa colaborar na celebração dos cem anos do Seminário de Nossa Senhora da Conceição, em 2024.

O Presidente da Assembleia Geral lembrou à nova Direcção os acontecimentos que marcam 2023: as Jornadas Mundiais da Juventude, sobretudo a passagem da Cruz pelas dioceses (Viana, em Janeiro; Braga, em Fevereiro); a formação e acolhimento dos jovens de outros países, em finais de Julho; e as Jornadas propriamente ditas, em Lisboa, de 1 a 6 de Agosto.

Os antigos alunos podem ter aqui um importante papel na dinamização, incentivo e acolhimento dos jovens nas suas próprias casas. Para 2024, estão previstas duas importantes celebrações centenárias: o centenário do Congresso Eucarístico realizado em Braga, dinamizado pelo padre Abílio Gomes Correia; e o centenário de existência do Seminário de Nossa Senhora da Conceição .

O associado Júlio Esteves Dias mostrou-se espantado com tanta atividade da ASSASB e propôs um voto de agradecimento à Direcção que foi aprovado por unanimidade.

A encerrar a Assembleia Geral, o Padre Carlos Vaz assinalou que a amizade é a marca de água de tantos que estavam ali reunidos e afirmou: “alguns dos meus melhores amigos são da ASSASB e não são padres”.

A Assembleia Eleitoral, antes do repasto, aprovou com 55 votos a favor e um voto em branco, a eleição dos novos corpos sociais da ASSASB, onde Conselho Fiscal e Assembleia geral continuam a ser liderados por Américo Soares e Carlos Vaz, respectivamente.

A Direcção passa a ser presidida por Florentino Faria Cardoso, tendo como vice-presidentes José Costa Amorim e Jaime Miranda Caridade. Os secretários eleitos são Tomás Belo e José Carlos Costa Carvalho, enquanto o tesoureiro é José Laranjo e o vogal é Carlindo Ribeiro.

Findos os trabalhos, o Padre Carlos Vaz agradeceu a dedicação de Salvador Sousa por acolher e organizar esta jornada de confraternização e memória dos Antigos Alunos dos Seminários de Braga.

O almoço permitiu conhecer alguns Antigos Alunos e companheiros de Seminário que há mais de 50 anos não se encontravam.

Um bom número participou pela primeira vez e manifestaram o regozijo pela oportunidade de reencontro com colegas, de rever e reviver memórias de décadas de tantos que alimentam uma amizade que tem um não sei quê de especial e não se esquece.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *