Esclerose Múltipla. Principais sintomas que o devem começar a preocupar

Doença crónica, autoimune, inflamatória e degenerativa, que afeta o sistema nervoso central.” É assim que a Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM) começa por descrever a doença. Este domingo, 4 de dezembro, assinala-se o Dia Nacional da Pessoa com Esclerose Múltipla. Existem alguns sintomas a que deve estar atento.

Segundo dados que divulgam, há cerca de 2,5 milhões de pessoas em todo o mundo com a doença, mais de oito mil em Portugal.

“Afeta particularmente a mielina, uma bainha que rodeia, alimenta, protege e isola eletricamente as extensões dos neurónios per­mitindo a rápida transmissão de impulsos”, continua a SPEM.

Conheça alguns dos sinais a que deve estar atento.
Fadiga
Alterações na marcha
Dormência
Espasmos musculares
Fraqueza
Problemas de visão
Dificuldades cognitivas
Alterações emocionais
Perda de audição
Disfunção na bexiga
Depressão
Convulsões
Problemas respiratórios

Por vezes, a grande diversidade de sintomas e a ausência de alguns em específico acaba por tornar o diagnóstico mais complicado. Segundo a SPEM pode surgir entre os 20 e os 40 anos, nos chamados ‘jovens adultos’.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.