CURIOSIDADES

Restos mortais encontrados em casa de ex-dono de funerária após despejo

Os restos mortais de uma mulher de 63 anos e as cinzas de cerca de 30 pessoas foram encontradas no domicílio do antigo proprietário de uma casa funerária, em Denver, no estado norte-americano do Colorado, depois de o homem de 33 anos ter sido despejado, no início do mês. As autoridades emitiram um mandado de detenção esta sexta-feira.

Depois de ter despejado Miles Harford, o proprietário do imóvel encontrou caixas escondidas com cinzas, tendo notificado os agentes do Departamento do Xerife de Denver que responderam à ocorrência, segundo adiantou a CBS News.

O corpo de uma mulher que terá morrido de causas naturais, em 2022, também foi localizado no interior de um carro funerário que estava na propriedade, de acordo com o mesmo meio.

As autoridades acreditam que a mulher estava ali desde que perdeu a vida. Contudo, a sua família recebeu cinzas que Harford alegou pertencerem-lhe. Estas foram, entretanto, entregues à polícia, que confirmou serem de outra pessoa.

“Parece que Harford acumulou dívidas com vários crematórios da área. Consequentemente, essas empresas recusaram-se a trabalhar mais com ele, e não conseguiu concluir a cremação que havia sido combinada com a família da mulher”, disse o comandante da polícia de Denver, Matt Clark.

O homem era proprietário da Apollo Funeral and Cremation Services, em Littleton, que encerrou em setembro de 2022. A empresa oferecia cremações a indigentes e a pessoas sem familiares próximos, estando as autoridades a tentar apurar se os restos mortais encontrados são o resultado de serviços prestados anteriormente e registados. Acreditam, no entanto, que as cinzas pertencem a pessoas que morreram entre 2012 e 2021.

“Harford pode ter dado restos mortais de outras pessoas às famílias, para que os serviços religiosos pudessem ser realizados. Através de conversas com as famílias, descobriu-se que muitas sofreram atrasos. […] Algumas aguardavam as joias dos seus entes queridos, mas nunca as receberam”, disse Clark.

As autoridades acreditam que o homem ainda está na área de Denver.

Caso seja condenado, Harford enfrenta até três anos de prisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *