Verdes querem esclarecimentos sobre a abertura da pedreira de Ervideiro em Cabeceiras de Basto

A deputada Mariana Silva do Grupo Parlamentar Os Verdes, entregou na Assembleia da República uma pergunta, em que questiona o Governo, através do Ministério do Ambiente e da Ação Climática, sobre a pretensão de abertura e implementação da pedreira de granito, denominada “Ervideiro”, no lugar de Ervideiro, freguesia de Outeiro, concelho de Cabeceiras de Basto que gerou grande preocupação nos habitantes daquela localidade, e de aldeias vizinhas, o que levou à visita do Partido Ecologista Os Verdes ao local, no passado dia 15 de junho.

No lugar de Ervideiro, freguesia de Outeiro, têm vindo a ser adquiridos vários terrenos pela empresa Inertes de Basto- Extração e Comercialização de Inertes, S.A. tendo em vista a abertura de uma pedreira de granito.

A pretensão da abertura e implementação da pedreira denominada “Ervideiro” gerou a preocupação dos habitantes daquela localidade, e de aldeias vizinhas, o que motivou a visita do Partido Ecologista Os Verdes ao local no passado dia 15 de junho.

Na reunião da deputada do PEV com a população, os habitantes das localidades de Ervideiro e de Celeirô manifestaram apreensão perante o eventual impedimento no acesso à água e à contaminação das águas superficiais e subterrâneas quando vierem a ser desenvolvidas as atividades extrativas.

De acordo com os habitantes, na ampla extensão dos terrenos adquiridos em áreas de elevações montanhosas, existem inúmeras nascentes de água que abastecem as aldeias, assim como cursos de água que desaguam em praias fluviais.

Os Verdes querem saber se o Ministério tem conhecimento da pretensão de abertura/implementação da Pedreira de Ervideiro, se tem conhecimento da existência de nascentes de água na área da Pedreira de Ervideiro e quais os planos existentes que garantam a proteção da qualidade das águas superficiais e subterrâneas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *