Poderá ter sido descoberto o primeiro planeta de outra galáxia

Um enorme planeta poderá estar a orbitar um sistema estelar binário, numa galáxia muito longe da nossa. Se este planeta for real, poderá ser o mundo mais distante alguma vez descoberto.

De acordo com a Futurism, que cita a New Scientist, cientistas do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian, nos Estados Unidos, afirmam ter descoberto o que poderá ser o primeiro exoplaneta numa galáxia diferente.

A equipa liderada por Rosanne Di Stefano encontrou evidências de que um objeto do tamanho de Saturno, potencialmente um gigante gasoso – chamado M51-ULS-1b – passou à frente de uma das estrelas do seu sistema binário, na galáxia Whirlpool.

Na nossa própria galáxia – a Via Láctea – podem existir milhares de milhões de planetas que orbitam uma estrela diferente. Mas encontrar novos mundos noutras galáxias, é uma tarefa mais difícil. Ao longo dos anos, alguns cientistas encontraram sinais de exoplanetas noutras galáxias, mas essas teorias nunca foram confirmadas.

“É emocionante, mas não inesperado”, disse à New Scientist Angelle Tanner, astrónomo da Universidade do Estado do Mississippi, que não participou no estudo. “Não há absolutamente nenhuma razão para pensar que não existem planetas noutras galáxias”, concluiu.

No entanto, a confirmação da existência do M51-ULS-1b poderá estar a décadas de distância. Segundo explica a New Scientist, o exoplaneta estará a orbitar a estrela à mesma distância que Saturno orbita o Sol, o que significa que pode levar décadas até dar uma volta completa e voltar a passar no mesmo sítio. O que será essencial para os cientistas confirmarem a sua descoberta.

ZAP //

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *