EPATV participa na semana de treino do Worldskills 2021

A Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV), através da sua docente Ana Luís Nogueira, está a participar na semana de treino do Campeonato das Profissões “Worldskills Portugal”, onde os jovens altamente qualificados competem entre si, em 27 profissões a concurso.

Trata-se de uma iniciativa do IEFP (Instituto de Emprego e Formação Profissional) que decorre no Porto até ao dia 02 de outubro, tendo-se iniciado no dia 28 de setembro, em que a docente da EPATV participa como jurada convidada.

Esta ação integra-se no estágio para Graz (Áustria), que acolhe a final europeia, onde participam os vencedores — jovens entre os 17 e os 25 anos — que concluíram ou frequentam o ensino profissional e lhes permite realizar provas que simulam situações reais de trabalho.

Estas provas visam testar as suas capacidades, rigor, competência e o domínio das técnicas e de ferramentas para o exercício da sua profissão. Este campeonato nacional acontece de dois em dois anos e reúne os melhores da fase da pré-seleção que disputaram entre si o título de campeão nacional em cada profissão.

Para a WorldSkills Portugal, esta representação nacional ganha relevância acrescida num tempo em que a qualificação dos nossos jovens se afigura como fundamental para combater o cenário de excecionalidade em que vivemos.

Foi em clima de boa disposição e com palavras de reconhecimento e de ânimo que o Vice-presidente do IEFP, António Leite, deu início à 1.ª semana de estágio para o Campeonato Europeu das Profissões, EuroSkills Graz 2021. António Leite sublinhou que “são os momentos difíceis que nos moldam”, reafirmando a convicção de que todos estarão à altura das provas que os esperam nos próximos meses na Áustria e, daqui a um ano, em Xangai.

No último Campeonato Europeu das Profissões, Portugal ficou na 8.ª posição entre 28 países europeus e confirmou que a nossa formação profissional possui qualidade, preparando os jovens para um mercado de trabalho global e competitivo. Por outro lado, os jurados beneficiam com a aquisição de “know-how” por via da partilha e contacto com os seus pares internacionais, tornando esse conhecimento uma mais valia para as respetivas entidades formadoras.

É neste contexto, ainda que num quadro e alguma incerteza, que este estágio de treino leva os concorrentes a dar o salto entre as competências adquiridas por via da formação e as que são exigidas num ambiente de competição, visando uma participação de excelência para Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *