Facebook doa um milhão para ajudar a salvar instalação militar secreta da II Guerra Mundial

A rede social Facebook vai doar 1,3 milhões de dólares a Bletchley Park Trust, uma instalação militar da II Guerra Mundial que agora funciona como museu.

Em causa está um antigo centro de espionagem localizado no Reino Unido que, durante a II Guerra Mundial, foi utilizado pelos aliados para decifrar códigos alemães.

O donativo da empresa de Mark Zuckerberg surge depois de o centro ter anunciado, em agosto passado, que a pandemia estava a causar uma queda no número de visitantes do museu, e consequentemente, das receitas, conta o portal The Verge.

A instituição disse ainda na altura que ponderava despedir 35 funcionários, cerca de um terço dos trabalhadores, por causa da falta de receitas. A ajuda do Facebook ajudará a salvar alguns destes postos de trabalho, não se sabendo ainda ao certo quantos serão.

A rede social disse que decidiu fazer a doação em reconhecimento do “legado contínuo de Bletchley Park como berço da computação moderna“.

Tal como recorda o The Verge, os matemáticos e especialistas trabalharam no centro não só decifraram o código Enigma usados pelos nazis, que vários historiadores consideram ter encurtado a guerra entre dois a quatro anos, como também fizeram várias descobertas teóricas e no campo da engenharia consideradas importantes.

As descobertas incluem a criação do Colossus, o primeiro computador digital programável do mundo, e o trabalho de Alan Turing, o matemático inglês que é visto como o pai da Ciência da Computação moderna e da Inteligência Artificial.

Em comunicado citado pelo mesmo portal, o CEO da Bletchley Park, Iain Standen, disse que a instituição estava muito grata ao Facebook pela doação.

“Com este apoio significativo, o Bletchley Park Trust estará melhor posicionado para operar no ‘novo mundo’ e continuar de portas abertas para as gerações futuras”, disse.

ZAP //

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *