Seria Jesus um mágico? Há arte romana que parece sugerir que sim

Em alguma arte antiga, Jesus é retratado a fazer milagres com algo na mão que parece ser uma varinha. Investigadores sugerem que se trata de um cajado, que era usado como símbolo de poder.

Segundo a bíblia, Jesus fez vários milagres: curar doentes, ressuscitar mortos, expulsar demónios e até multiplicar comida. Não se sabe exatamente quantos milagres Jesus fez, uma vez as escrituras argumentam que ele fez muitos mais, que não foram registados.

Arte antiga nas catacumbas de Roma, pintada nas paredes e esculpida em caixões, mostra Jesus a fazer alguns destes milagres, mas com um detalhe curioso. Em todas as representações, Jesus parece empunhar uma varinha, escreve a Live Science. Será que os antigos cristãos viam Jesus como um mágico?

Apesar das imagens representadas na arte romana, as evidências sugerem que não. Os crentes sempre olharam para as ações sobrenaturais de Jesus como milagres. Além disso, na época, mágicos não usavam varinhas como nos dias de hoje.

“Mesmo na época de algumas dessas imagens, eles não têm uma bíblia consensual; eles não têm um cânone; eles não têm um entendimento consensual sobre quem é Jesus”, disse Lee Jefferson, líder do programa de religião no Centre College, ao Live Science.

A magia deste período da história também não tinha nada a ver com a de hoje. Antes, focava-se principalmente em feitiços, que as pessoas procuravam para resolver os seus problemas pessoais do quotidiano. A magia era vista como supersticiosa e chegou mesmo a ser proibida no Império Romano.

De facto, algumas pessoas chamavam mágico a Jesus, mas como um termo pejorativo. O filósofo Celsus, um crítico do Cristianismo, estava entre aqueles que viam Jesus como um mágico.

“Quer dizer, aqui está este grupo que se reúne de manhã, bebe vinho e diz que é sangue e come pão e diz que é carne” disse Jefferson. “Provavelmente consegue perceber por que as pessoas achavam que era supersticioso”.

Então, por que Jesus é retratado a empunhar um objeto que se parece tanto com uma varinha mágica? Os investigadores tendem a concordar que “varinha” não é o melhor termo para descrever este objeto. Em vez disso, preferem o termo “cajado”.

Os investigadores argumentam que o “cajado” associava Jesus a Moisés, que também carregava um quando fazia os seus milagres. Nos primeiros anos do Cristianismo, as pessoas estavam familiarizadas com Moisés, mas não necessariamente com Jesus. O cajado era uma espécie de símbolo de poder que as pessoas reconheceriam.

ZAP //

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *