Ordem é “ficar em casa”. Assim vão agir GNR e PSP nos Finados

A Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP) fizeram, esta quinta-feira, uma conferência de imprensa onde explicitaram as operações nacionais de intensificação do patrulhamento a efetuar no fim de semana dos Finados, no qual o Governo decretou restrições na mobilidade entre concelhos.

A GNR vai empenhar todas as suas valências e as unidades especializadas e de reserva, foi descrito, “e todas farão ações coordenadas de patrulhamento, fiscalização e sensibilização, de forma a garantir que a população cumpre” as regras que estarão em vigor.

Ao longo destes cinco dias, o efetivo será empenhado tendo em conta “o movimento de pessoas e de veículos”, com “particular atenção sobre os principais eixos viários que ligam as grandes cidades do litoral, nomeadamente para o Centro e o Norte interior de Portugal”.

Vai também ser dada “especial atenção”, apontou ainda a GNR, a “lugares onde é passível a grande aglomeração de pessoas”, nomeadamente em terminais ferroviários e rodoviários. As autoridades pretendem pautar esta operação “numa vertente de sensibilização e pedagogia”, não deixando de ser “firmes perante comportamentos de risco que possam por em causa a segurança de todos e a saúde pública”.

Também a PSP irá empenhar “todas as valências, os comandos metropolitanos, distritais e regionais” nestes dias, “com abrangência nacional”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *