Câmara de Amares está a pagar o seguro dos bombeiros e já deu 90 mil euros à corporação

O Presidente da Câmara de Amares desmente que a autarquia tenha deixado pagar o seguro dos bombeiros. “É mentira”, é a primeira reação de Manuel Moreira ao ‘Terras do Homem’ explicando depois que “um concurso público com uma seguradora foi considerado ilegal, tivemos que refazer, mas continuamos a pagar o seguro dos bombeiros”. O autarca adianta que são 13 mil euros por ano.

Manuel Moreira diz “compreender as dificuldades dos bombeiros, inerentes a muitas outras entidades e empresas do concelho” lembrando que “a própria autarquia tem as suas dificuldades” por causa da atual situação.

O autarca detalha os 90 mil euros anuais que são entregues aos bombeiros: “45 mil euros do habitual subsídio anual que, já este ano, foi reforçado com 10 mil euros e mais 35 mil euros que pagamos para ter uma Equipa de Primeira Intervenção no concelho”.

Quanto ao empréstimo, o autarca esclarece que “a direção queria fazer um empréstimo de 60 mil euros e queria que fossemos nós a pagar. Nós não aceitamos”.

Valorizando o trabalho “excelente” que os bombeiros fazem e o respeito que merecem, mas “perante as dificuldades, transversais a toda a sociedade, a direção tem que gerir da melhor maneira os recursos que tem”.

Recorde-se que através das redes sociais, a corporação escreveu uma declaração dando conta das dificuldades que atravessa, nomeadamente, para o pagamento de salários e dizendo que a câmara deixou de pagar o seguro e não deu aval a um empréstimo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *