‘Corvo Marinho’ vence concurso de fotografia “AQUA Cávado: o rio que nos une”

Fernando Gonçalves foi o vencedor do Concurso de Fotografia “A Biodiversidade dos rios Cávado e Homem”, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Cávado em colaboração com a Agência de Energia do Cávado, e em parceria com os vários Parceiros do Projeto “AQUA Cávado: o rio que nos une”.

Este projeto de sensibilização pretende dar enfoque ao valor crescente do património ambiental e natural associado aos rios Cávado e Homem, e para a importância da preservação do equilíbrio dos seus ecossistemas naturais associados.

Após análise dos trabalhos fotográficos a concurso, o júri deliberou atribuir o primeiro prémio à foto Corvo Marinho da autoria de Fernando Gonçalves.

O segundo prémio foi atribuído à foto Barca do Lago, da autoria de Carlos Meira e o terceiro prémio foi atribuído a Paulo Moroso, que concorreu com a fotografia Praia Fluvial de Adaúfe e Rio. O júri destaca ainda, uma menção honrosa para a fotografia Força Praia de Adaúfe, de Jorge Santos pela sua qualidade, enquadramento, e criatividade.

Esta edição do concurso de fotografia decorreu de 22 de Setembro a 30 de Novembro e contou com a entrega de 42 trabalhos fotográficos a concurso.

O júri do concurso foi constituído pelo Primeiro Secretário Executivo da CIM Cávado, Rafael Amorim, e pelos representantes dos respetivos municípios associados, nomeadamente do Município de Esposende, João Lobarinhas, do Município de Terras de Bouro, Adelino Cunha, do Município de Braga, Sérgio Freitas.

A representar a Esposende Ambiente, foi elemento do júri Maranhão Peixoto, e pelo Mosteiro de São Martinho de Tibães, Joaquim Loureiro.

A cada vencedor será atribuído um Voucher Experiência, para usufruir no território do Cávado, oferta das várias entidades parceiras do concurso.

Este concurso de fotografia teve como principal objetivo sensibilizar os apaixonados da fotografia, profissionais ou amadores, para o tema em particular, promovendo o olhar atento sobre os rios Cávado e Homem, alertando para a sua presença e importância, como forma de informar e sensibilizar para a contribuição da biodiversidade dos rios para a sustentabilidade destes e o seu valor acrescentado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *