Reitor da UMinho encerrou a 3ª edição da Comunidade de Leitores Rede Casas do Conhecimento

A 3ª edição da Comunidade de Leitores Rede Casas do Conhecimento encerrou com o livro “Frente ao Contágio” de Paolo Giordano e contou com a participação como dinamizador de Rui Vieira de Castro, Reitor da Universidade do Minho.

Numa exposição clara e estruturada em forma de roteiro de leitura, Rui Vieira de Castro envolveu os participantes numa caminhada por diferentes categorias por ele identificadas, aquando da leitura do livro.

Dos leitores as manifestações e reflexões foram múltiplas, pois como mencionado por todos é um livro propenso a reflexões. O papel da ciência, as vacinas, o avanço tecnológico, o medo, a realidade do amanhã, a solidariedade, o esquecimento, a memória, as aprendizagens, as relações e os afetos foram temas amplamente abordados e discutidos.

A sessão foi organizada pelos Serviços de Documentação e pela Casa do Conhecimento da Universidade do Minho, integrada na programação do 47º aniversário da Universidade do Minho.

Na sessão estiveram presentes a Vice- Reitora da Universidade do Minho, Manuela Martins, o Presidente da Câmara Municipal de Paredes de Coura, Vítor Paulo Pereira e a Vereadora da Educação Cultura e Ação Social da Câmara Municipal de Vila Verde, Júlia Fernandes.

A Comunidade de Leitores Rede Casas do Conhecimento conta já com 16 sessões e a sua diversidade de propostas tem juntado leitores de diferentes regiões em torno de um interesse comum, o livro.

Ao longo deste tempo as sessões são participadas e organizadas rotativamente pelos Serviços de Documentação e Casa do Conhecimento da Universidade do Minho e pelas Casas do de Boticas, de Montalegre, de Paredes de Coura e de Vila Verde.

No final do encontro o Professor Rui Viera de Castro dedicou à Comunidade de Leitores Rede Casas do Conhecimento as seguintes palavras: “Conversar é muito interessante! Conversar com pessoas interessantes, é ainda mais interessante! Conversar com pessoas interessantes sobre textos interessantes, é sem dúvida muito mais interessante!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *