Famalicão e SC Braga empatam em dérbi polémico e quem sorri é o FC Porto

Famalicenses começaram a ganhar, mas os bracarenses deram a volta ao marcador, num jogo com algumas polémicas decisões de arbitragem. Heriberto Tavares igualou o marcador nos minutos finais.

SC Braga perdeu o segundo lugar do campeonato depois de empatar esta segunda-feira no dérbi minhoto diante do Famalicão (2-2), num encontro que contou com algumas polémicas decisões de arbitragem.

O dérbi do Minho, que encerrou a jornada 23 da I Liga, começou com um golo dos famalicenses e muitos protestos do lado dos visitantes. Anderson Silva marcou aos 13 minutos, após alguma confusão na área dos bracarenses, mas o lance desde logo alvo de protestos por parte do SC Braga tudo por causa de uma suposta mão de Babic no decurso do lance.

O golo foi validado pelo árbitro Manuel Oliveira e minutos depois seguiu-se uma nova polémica, desta feita por causa do golo do empate do SC Braga aos 35 minutos. Ricardo Horta caiu na área, após duelo com Gustavo Assunção, e o juiz apontou para a marca de grande penalidade, num lance que contou com muitos protestos dos da casa.

Alheio as polémicas de arbitragem, o líbio Al Musrati completou a reviravolta bracarense três minutos depois. O médio arsenalista apareceu sozinho, na sequência de um canto, e só teve mesmo de encostar a bola para dentro da baliza.

Contudo, a ‘remontada’ do SC Braga acabaria por ser anulada graças a um remate certeiro de Heriberto Tavares que igualou o marcador aos 87 minutos.

Com este resultado, o SC Braga fica com 50 pontos e cede o segundo lugar do campeonato ao FC Porto que tem mais um, ficando com dois de vantagem sobre o Benfica que joga com o bracarenses na próxima ronda. O Famalicão, que estreou o treinador Ivo Vieira, continua em zona de descida e é 17.º classificado com 20 pontos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *