Ricardo Soares diz que “competência” vai decidir jogo com Moreirense

O treinador Ricardo Soares disse hoje que a “competência” apresentada por Gil Vicente e Moreirense, no domingo, vai decidir o encontro da 26.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que prevê que seja um “bom espetáculo”.

Otécnico reconheceu que as três vitórias consecutivas na prova, responsáveis pela subida dos barcelenses à 10.ª posição, com 28 pontos, trazem “confiança” e um “crescimento mais rápido” aos jogadores, mas alertou para o “caráter” da formação de Moreira de Cónegos, oitava da tabela, tendo antecipado “um excelente jogo”.

“O que vai ser decisivo vai ser a competência. Acredito que vai ser um excelente jogo de futebol, com duas equipas a lutarem pelos pontos e a apresentarem um futebol positivo. Vai ser um jogo que vai ‘prender as pessoas à cadeira’. A minha equipa está preparada e motivada para o jogo”, disse o técnico, em conferência de imprensa de antevisão do desafio, agendado para as 15:00, em Barcelos.

O ‘timoneiro’ gilista vai reencontrar uma equipa que orientou entre dezembro de 2019 e outubro de 2020 e que, a seu ver, se distingue ainda pelo “profissionalismo”, pela “vontade de vencer” e por saber “o que fazer em cada momento do jogo”, mas rejeitou que esse conhecimento confira alguma vantagem ao Gil Vicente.

“É uma equipa que conheço bem, bem orientada pelo [treinador] Vasco Seabra, que se adapta muito bem ao que o jogo está a pedir. Espera-nos um jogo de dificuldade. Sei quanto trabalham e se dedicam para dar boas respostas. Mas temos vindo a crescer e esperamos crescer ainda mais até ao fim do campeonato. Não nos desviamos do processo, mas só respeitando o Moreirense podemos conquistar pontos”, disse.

Elogioso para com o “grau de profissionalismo” e o “foco no treino” demonstrado pelos seus pupilos, Ricardo Soares avisou que a atual posição na tabela “de nada vale” se não se percorrer “o caminho até ao fim”, num “campeonato muito equilibrado e competitivo”.

Confrontado com a possibilidade de os ‘galos’ vencerem dois jogos consecutivos em casa pela primeira vez neste campeonato, depois de terem batido o Nacional há três semanas (2-0), o técnico lembrou que os ciclos de triunfos seguidos não são normais em equipas na luta pela manutenção e defendeu que a “estabilidade” é essencial para se ter sucesso na fuga à despromoção à II Liga.

“Tirando os sete primeiros [classificados], ainda nenhuma equipa conseguiu ganhar três jogos seguidos, tirando o Gil Vicente. É extremamente difícil ganhar três jogos seguidos na I Liga. É muito mais padrão as equipas nesta luta perderem cinco ou seis jogos seguidos. As equipas que tiverem mais estabilidade na derrota têm mais vantagem”, disse.

Questionado ainda sobre as alterações a operar no meio-campo, face à ausência de Lucas Mineiro, castigado, e ao regresso de João Afonso, Ricardo Soares disse confiar em todo o plantel, porque os jogadores estão hoje “muito mais identificados com o processo do jogo”.

O Gil Vicente, 10.º classificado da I Liga, com 28 pontos, recebe o Moreirense, oitavo, com 31, em jogo da 26.ª jornada, agendado para as 15h00 de domingo, no Estádio Cidade de Barcelos, com arbitragem de Nuno Almeida, da Associação de Futebol do Algarve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *