Vitória perde no Dragão por 1-0

O FC Porto recebeu e venceu, esta quinta-feira, pela margem mínima o Vitória SC, em jogo a contar para a 28.ª jornada da I Liga.

O único golo do encontro foi marcado por Moussa Marega, aos 48 minutos, que regressou aos golos 13 jornadas depois.
A primeira parte do encontro no Dragão, que contou com Otávio de regresso ao onze titular dos azuis e brancos depois do médio recuperar da lesão que tinha, terminou sem golos para nenhuma das equipas, muito por culpa da solidez defensiva demonstrada pelos vimaranenses, mas também pela incapacidade do FC Porto criar real perigo junto da baliza adversária.

Os azuis e brancos tentaram por diversas vezes procurar combinações na zona central do campo, mas os três defesas centrais da equipa forasteira conseguiram quase sempre anular os lances de ataque dos azuis e brancos.

Destaque apenas para uma oportunidade, que não se pode considerar de perigo, para cada equipa. Primeiro foi o Vitória SC que esteve perto de marcar aos 7 minutos. Mensah cruzou para o coração da área, mas Edwards acertou mal na bola e o esférico acabou por ser aliviado pela defesa azul e branca. Depois, o mesmo Edwards serviu Sacko no primeiro poste, mas Otávio cortou o lance antes que o defesa vimaranense pudesse rematar.

Do lado da baliza defendida por Bruno Varela, Mumin esteve perto de colocar a bola no fundo das próprias redes. O defesa tentou tirar a bola da área em carrinho, mas acabou por cortar o esférico contra Taremi com a bola a sair ligeiramente ao lado. Minutos depois, Varela, com o iraniano na sua cara, desviou o esférico com a luva direita, evitando o golo de Taremi.

O FC Porto entrou pressionante no segundo tempo, e foi com facilidade que os azuis e brancos chegaram ao primeiro golo do encontro aos 48 minutos. Taremi solicitou Marega que, aproveitando a lentidão de Mumin, correu na direção da baliza vimaranense e voltou aos golos 13 jornadas depois.

A equipa da casa voltaria a ver o marcador a funcionar aos 60 minutos quando André Amaro colocou a bola no fundo da própria baliza, mas o lance acabaria anulado por posição irregular de Marega.

Em vantagem no encontro, o FC Porto foi procurando o golo da tranquilidade, ao mesmo tempo que o Vitória SC procurava um remate certeiro que colocasse em dúvida o resultado até final. Mas foram os portistas que estiveram perto do segundo aos 68 minutos quando Varela negou o ‘bis’ a Marega com uma grande defesa com a luva esquerda.

Os vimaranenses responderam com o primeiro remate à baliza no encontro apenas aos 73 minutos através de um livre direto de Pepelu, mas Marchesín estava atento e atirou pela linha lateral.

Até final, o Vitória SC foi tentando alcançar o golo que permitisse chegar ao empate, mas os vimaranenses, tal como aconteceu ao longo de todo o jogo, não conseguiram criar perigo junto da baliza adversária, acabando o FC Porto por controlar as incidências da partida até ao apito final de Tiago Martins. Destaque para uma grande defesa de Varela a remate de Luis Díaz, e um tiro de Francisco Conceição à barra da baliza vitoriana.

Com este resultado, o FC Porto passa a somar 66 pontos e coloca-se a apenas quatro pontos do líder Sporting, isto antes da jornada em que os verde e brancos vão a casa do Sporting de Braga. O Vitória SC falhou a aproximação ao Paços de Ferreira e ocupa o sexto posto com 38 pontos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *