Exposição “Flores Migratórias” de Rafael Ibarra patente na Biblioteca de Vila Verde até 2 de julho

Quem ainda não visitou a obra de Rafael Ibarra poderá fazê-lo até ao próximo dia 2 de julho.

Flores Migratórias inspira-se na multiplicidade de flores de origem mexicana importadas para o continente europeu durante a época dos Descobrimentos.

Através da obra, o artista realça o carácter metafórico da viagem do pólen em anologia à viagem do homem, à interação harmoniosa e ao diálogo entre culturas enquanto princípios basilares da diversidade cultural.

A intervenção pictórica mural, patente no Salão Nobre da Biblioteca Professor Machado Vilela, caracteriza-se pela sua singularidade. Com traços vibrantes e cores fortes, a obra pictórica de Ibarra está inundada de gestos artísticos de carácter expressivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *