Situação Covid-19 a agravar-se nos três concelhos do Vale do Homem

A situação do número de infetados com Covid-19 nos três concelhos do Vale do Homem está a agravar-se. Segundo so mais recentes dados da direção geral da saúde, Amares tem 29 casos ativos, Terras de Bouro 13 e Vila Verde 86, sendo que a situação de Amares é a mais ‘preocupante’ porque está na lista dos concelhos em perigo.

Apesar de o número de casos ser inferior, em média, a Terras de Bouro e Vila Verde, o facto de Amares ser considerado um concelho de alta densidade altera a sua situação. Recorde-se que estes números referem-se aos últimos 14 dias.

Há 213 concelhos com mais de 120 novos casos da Covid-19 por 100 mil habitantes, o limite de incidência estabelecido pelo Governo como máximo a aplicar a nível nacional. Os dados constam do boletim epidemiológico desta sexta-feira, dia 23 de julho, que reporta também mais 3.794 casos e 16 mortes.

Há uma semana, recorde-se, eram 175 os concelhos acima do limite.

Olhando para o relatório da DGS, que traz números atualizados até 22 de julho, o concelho onde a situação é mais grave é Albufeira (1.553), Sines (1.335) e Loulé (1.120).

Portugal segue na zona vermelha da bússola
Como já é habitual, o relatório da DGS vem acompanhado da atualização da matriz de risco, que tem servido de ‘bússola’ para o plano de desconfinamento. Atualmente, os dados revelam que Portugal continua na zona vermelha.

O Rt nacional e no território continental está nos 1,07. Já a incidência nacional está agora nos 418,3 e no continente é de 430,8. A tendência mantém-se mista: o Rt tem estado a diminuir, mas a incidência a aumentar.

Portugal registou, nas últimas 24 horas, mais 16 mortes (um aumento de 0,09%) e 3.794 novos casos relacionados (uma variação de 0,40%) com o novo coronavírus. Os dados constam do mais recente boletim epidemiológico, revelado esta sexta-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

No total, desde o início da pandemia, o nosso país já somou 17.264 vítimas mortais e 947.038 contágios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *