Bandeira Verde na EB 2,3 de Vila Verde: “temos de ser guerreiros do ambiente”

A Escola EB 2,3 de Vila Verde içou hoje a Bandeira Verde, atribuída no âmbito do programa Eco-Escolas. A presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, Júlia Fernandes, participou na iniciativa e aproveitou para desafiar os jovens alunos a reforçar o sucesso da iniciativa, alargando os hábitos de vida saudável e de desenvolvimento sustentável a todas as gerações e à comunidade envolvente”.

“Temos de ser guerreiros do ambiente. É uma grande responsabilidade que devemos e temos de assumir, em defesa da sustentabilidade deste nosso Planeta”, desafiou Júlia Fernandes, dirigindo-se aos alunos como “a geração Escola + Verde”.

Na cerimónia, que contou com momento musical dos alunos do Ensino Artístico em parceria com a Academia de Música de Vila Verde, a presidente do Município salientou a importância crescente nas estratégias de desenvolvimento e valorização da qualidade de vida das populações.

“Esta bandeira é uma conquista muito especial, porque representa também o imenso trabalho e esforço que todos desenvolveram, que estão a desenvolver e que é preciso dar continuidade no futuro, também fora da escola, incentivando os pais, os irmãos e os amigos. Disso depende todo o trabalho que está a ser feito”, apelou Júlia Fernandes.

Os alunos assumiram o compromisso de trabalhar para que “o concelho de Vila Verde seja cada vez mais… verde”. No evento participaram o diretor do Agrupamento de Escolas de Vila Verde, Alberto Rodrigues, os responsáveis pelo desenvolvimento do projeto Eco-Escola e da Associação de Pais e Encarregados de Educação.

O programa internacional Eco-Escolas visa encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido nos estabelecimentos escolares, no âmbito da educação ambiental para a sustentabilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.