Tinha aves em cativeiro e sem registo em Esposende e multa pode chegar a 20 mil euros

O Comando Territorial de Braga, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Barcelos, identificou um homem de 53 anos que tinha em sua posse várias aves em cativeiro que se encontravam em situação ilegal, no concelho de Esposende.

Em comunicado, a GNR explica que os elementos do NPA procederam à “fiscalização de ilícitos contra a vida selvagem”, especialmente contra a fauna e flora, tendo elaborado um auto de contraordenação contra o suspeito por falta de registo de criador, cuja coima pode atingir um valor até 20 mil euros.

No decorrer da ação foram apreendidos 16 papagaios, seis araras e duas cacatuas.

Os factos foram remetidos ao Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF).

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), “tem como preocupação diária a proteção ambiental e dos animais”. Para o efeito, recorde-se, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520), funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *