Indiano infetado lança o alerta no concelho de Amares

Um indiano a trabalhar em Lisboa, mas a morar em Amares deu positivo no teste à Covid-19. Há mais dois conterrâneos que foram colocados em quarentena porque trabalham na mesma empresa, ligada ao ramo construção civil, e moram os três juntos.

O alerta chegou ao presidente da câmara de Amares através do delegado de saúde e trouxe “uma preocupação acrescida” a Manuel Moreira. É que a comunidade indiana no concelho ronda as 20 pessoas e a autarquia ainda não conseguiu perceber se há contatos uns com os outros.

Um trabalho que o autarca vai fazer, ainda hoje, no terreno com o apoio da GNR.

O caso veio a público depois do trabalhador ter ido ao Hospital de Braga e ter feito o teste que deu positivo. “Com a GNR já fomos à casa deles e a situação ficou controlada com o apoio do empresário do ramo da construção civil. Os três trabalhadores não estão registados no SEF e têm muitas dificuldades em falar inglês”, revelou ainda o autarca.

Para se perceber a dimensão do que pode estar em causa, uma outra empresa do concelho ligada à apanha da fruta tem nove pessoas oriundas da Índia a trabalhar juntamente com mais cerca de 50 pessoas. “É uma grande preocupação que temos nesta altura e que precisamos despistar”, referiu Manuel Moreira na reunião de câmara desta manhã.

Manuel Moreira não descarta a realização de testes à doença caso haja ligações entre todos eles, uma ação que teria de ser concertada com as entidades ligadas à saúde.

Entretanto, o ‘Terras do Homem’ apurou que os três trabalhadores que estão em quarentena ligados ao ramo da construção civil e a trabalhar em Lisboa não têm qualquer tipo de ligação com os outros que trabalham em Amares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *