‘Beijar da Cruz’ no centro social de Freiriz foi arquivado

O ‘beijar da cruz’ do Centro Social de Freiriz, durante o confinamento, e divulgado através das redes sociais, foi arquivado segundo notícia do JN.

O caso aconteceu na Páscoa e os envolvidos foram identificados pela GNR, que comunicou ao Ministério Público. Em causa estão suspeitas do crime de propagação de doença, uma vez que decorreu durante o estado de emergência.

Segundo o jornal diário fonte da Procuradoria-Geral da República adiantou que, no caso de Vila Verde, “foi oportunamente proferido despacho de arquivamento”.

No Centro Social de Freiriz, em Vila Verde, a cerimónia que envolve os utentes a beijarem a cruz também foi divulgada nas redes sociais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *