Vila Verde concluiu novo sistema de Controlo e Redução de Perdas de Água da Rede Pública

O Município de Vila Verde concluiu a empreitada da obra “Implementação de ZMC´S – Zona de Medição e Controlo de Caudais – na Rede de Abastecimento de Água”, que permitirá um melhor controlo da rede de abastecimento de água concelhia, através da instalação de equipamentos que fazem a monitorização de eventuais perdas e quedas na pressão do sistema de adução e distribuição.

Com esta intervenção, o município de Vila Verde dá continuidade à implementação de medidas estruturais que visam a melhoria da gestão e exploração do sistema de abastecimento de água, com a instalação de 58 zonas de medição de caudais e de pressurização da água na rede pública.

Associado à recolha automatizada e centralizada de informação para medição e controlo dos volumes de água que entram e saem da rede está a ser instalado um software de apoio que permitirá controlar eventuais perdas e identificar padrões de variabilidade de caudais, gerando alertas para valores anómalos.

Com a instalação destes equipamentos serão prosseguidas quatro linhas de ação para a gestão de perdas no abastecimento público: primeiro será feita a medição zona a zona, em seguida proceder-se-á à deteção e localização de grandes consumos e/ou reparação de fugas, depois será implementada a Gestão de Pressões e, por fim, será feita a reabilitação de condutas que se revelem problemáticas.

Associada à deteção precoce de fugas, será possível conseguir através da Medição Zonada, uma mais rápida e eficaz localização e reparação das mesmas, de forma a minimizar os volumes de água perdidos. Assim, toda a rede municipal contará com este conjunto de ferramentas que permitirão efetuar, de forma mais consolidada e sistemática, o controlo de perdas reais nos sistemas de abastecimento de água sob gestão da autarquia.

Esta Operação, com o código POSEUR-03-2012-FC-001284 – Controlo e redução de perdas no sistema de abastecimento do Município de Vila Verde, foi financiada pela União Europeia através do POSEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, com uma contribuição de Fundo de Coesão de 359 529,70 euros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.