Estudo diz que portugueses não declaram rendimentos ilícitos no IRS

Os portugueses não declaram no IRS os rendimentos de atos ilícitos, pois apenas 5% o assumiram fazer, enquanto 54% afirma ser muito improvável considerar declará-los caso os tenham obtido, revela um inquérito da Fixando junto de 700 contabilistas e 6.300 utilizadores da plataforma.

Nas questões colocadas especificamente aos contabilistas da maior plataforma nacional para a contratação de serviços, ficou-se a saber que nenhum daqueles profissionais declarou rendimentos provenientes de atos ilícitos, embora 57% tenha afirmado que, na sua perspetiva, é pouco frequente declararem rendimentos dessa natureza, e 14% adiantado que, no futuro, se tornará mais frequente este tipo de declaração.

“Se um cliente me disser que tem rendimentos de atos ilícitos, terei de o denunciar”, afirma um contabilista que preferiu o anonimato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.