Portugal regista 1.556 infetados e duas mortes nas últimas horas

Portugal somou mais 1.556 infeções pelo novo coronavírus e duas mortes relacionadas com a Covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela DGS esta quinta-feira. Trata-se de um aumento de 0,18% em relação aos novos casos e de 0,01% no que toca aos óbitos.

A grande maioria dos novos casos concentra-se em Lisboa e Vale do Tejo (LVT), região que reporta 1.049 e uma morte.

O Norte, que regista também uma morte nas últimas 24 horas, regista 197 novas infeções pelo novo coronavírus.

Segue-se o Centro, com 110 novos contágios, o Algarve com 130, e o Alentejo com 42. Nas regiões autónomas, há a registar 20 novas infeções nos Açores e oito na Madeira.

O boletim desta quinta-feira indica que o número de internamentos em enfermaria baixou. Estão agora hospitalizadas 427 pessoas (menos 10). No entanto, aumentou o número de pacientes em cuidados intensivos, onde se encontram internados 106 doentes com Covid-19 (mais seis do que na véspera).

Nas últimas 24 hora recuperaram da doença 869 pessoas, elevando o total de curados para 823.103. Já o número de casos ativos da doença fixa-se agora em 29.697, mais 685 face ao dia anterior.

O Governo prepara-se para anunciar esta quinta-feira novas medidas para conter a pandemia em Portugal, numa altura em que a incidência da doença cresce no país a reboque de Lisboa e Vale do Tejo, e, particularmente, da Grande Lisboa.

A variante Delta, inicialmente detetada na Índia, é agora o principal motivo de preocupação, uma vez que se trata de uma estirpe com maior capacidade de transmissão e que já representa mais de 70% dos contágios em LVT. Os especialistas acreditam que, em breve, esta variante deverá ser dominante em todo o país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *