Lituânia recomenda aos consumidores que deitem fora telemóveis chineses

O Ministério da Defesa lituano recomendou aos consumidores que evitem comprar telemóveis de fabricantes chineses e que deitem fora os telemóveis que possuam, isto depois de o governo lituano ter descoberto capacidades de censura nos dispositivos das marcas chinesas, segundo a CNN.

Num relatório divulgado esta terça-feira, o Centro de Cibersegurança Nacional da Lituânia afirma que o anterior topo de gama da Xiaomi, o Mi 10T 5G, consegue detetar e censurar termos e pesquisas como “Tibete livre”, “longa vida à independência de Taiwan” ou “movimento de democracia”.

A capacidade para censurar que o dispositivo possui foi desligada para a União Europeia, mas pode ser ligada remotamente a qualquer altura, sublinhou o Centro de Cibersegurança lituano.

“A nossa recomendação é para não comprarem telemóveis chineses novos, e para deitarem fora os que já compraram o mais rápido possível”, disse o vice-ministro da Defesa, Margiris Abukevicius.

Recentemente, as relações entre a China e a Lituânia deterioram-se. No mês passado, o governo chinês exigiu que o embaixador lituano abandonasse Pequim e revelou que ia chamar de volta o seu embaixador em Vilnius.

Este conflito diplomático foi desencadeado pelo facto de Taiwan ter anunciado que a sua missão diplomática na Lituânia passaria a chamar-se Gabinete Representativo Taiwanês, o que irritou o governo de Xi Jinping.

Habitualmente, as missões diplomáticas de Taiwan na Europa e nos Estados Unidos usam o nome da cidade Taipei, para evitarem a referência ao nome da ilha, que a China considera ser seu território.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *