Jovem amarense morreu depois de baleado por conterrâneo

Um jovem amarense, Carlos Galiano Oliveira, morreu ontem à noite, depois de baleado por um conterrâneo, Luís “Max”, na madrugada de segunda-feira, na cidade de Braga.

Carlos Galiano Oliveira, de 25 anos, não resistiu aos ferimentos dos dois projéteis com os quais foi atingido, um no abdómen e o outro que ficou numa vértebra cervical, tendo falecido ao princípio da noite desta quinta-feira, na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital Central de Braga, no mesmo dia em que Luís “Max” ficou em prisão preventiva.

Ambos tinham sido julgados numa rede de tráfico de droga que operava na região do Vale do Homem. Naturais de Amares, o agressor, Luís “Max”, de 23 anos, é da freguesia de Bouro Santa Maria, enquanto a vítima mortal, Carlos Galiano Oliveira, de 25 anos, de Lago.

“Max” fugiu após balear Galiano, mas entregou-se logo depois à PSP, que por sua vez o transferiu para a Polícia Judiciária.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *