Cardiologistas partilham conhecimento sobre tratamento das lesões coronárias calcificadas

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) vai promover a iniciativa formativa Day at the Cath Lab (D@CL), sobre a temática “Lesões coronárias calcificadas”, no próximo dia 26 de novembro, no Hospital de Braga.

O objetivo é fomentar a aquisição e a partilha de conhecimento entre os profissionais com interesse em lesões coronárias calcificadas, num ambiente informal, prático e de proximidade, como se de um dia normal no laboratório de hemodinâmica se tratasse.

“O recurso a uma técnica mais invasiva para tratamento das lesões coronárias calcificadas tem indicações muito específicas, que importa partilhar com os profissionais dos vários centros, de forma a garantir uma maior experiência de todos”, afirma Jorge Marques, diretor do Serviço de Cardiologia do Hospital de Braga.

E continua: “O grande desafio nesta área do tratamento de lesões complexas calcificadas é a seleção dos casos. Tratando-se de uma técnica mais invasiva, tem riscos acrescidos ainda que controlados e é, por isso, fundamental uma criteriosa seleção dos casos. Este D@CL será um dia de partilha de experiências entre profissionais de vários centros, baseada na discussão e intervenção sobre casos reais selecionados”.

Carlos Braga, cardiologista de intervenção e responsável pela organização do evento, explica: “As lesões coronárias severamente calcificadas constituem um dos principais desafios da Cardiologia de Intervenção, associando-se a maior risco de complicações imediatas, falhas mecânicas relacionadas com a implantação de stents e, consequentemente, piores resultados clínicos. Para garantir um bom resultado, a intervenção percutânea nas lesões calcificadas mais complexas exige frequentemente a utilização de diferentes modalidades de diagnóstico e terapêutica, o que torna este tema um excelente alvo para discussão de estratégias, partilha de experiências e interação entre os participantes da iniciativa D@CL”.

De acordo com o responsável pela iniciativa, “o D@CL pretende promover ações de formação práticas e dinâmicas, com o objetivo de adquirir ou partilhar conhecimento em procedimentos inovadores e complexos. É uma iniciativa que também permite aos cardiologistas de intervenção conhecerem o dia a dia de um laboratório de hemodinâmica do país, num ambiente informal, hands on e de proximidade”.

O Laboratório de Hemodinâmica do Hospital de Braga deu início à sua atividade em 2003. No ano de 2008, iniciou o programa de intervenção percutânea primária no enfarte agudo do miocárdio; desde 2015, tem vindo a consolidar a experiência na intervenção coronária percutânea, e, durante este ano de 2021, iniciou a intervenção na área da cardiopatia estrutural.

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC), uma entidade sem fins lucrativos, tem por finalidade o estudo, investigação e promoção de atividades científicas no âmbito dos aspetos médicos, cirúrgicos, tecnológicos e organizacionais da Intervenção Cardiovascular. Para mais informações consulte: www.apic.pt.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *