CDU defende mais apoios ao movimento associativo e à cultura

Uma delegação da CDU constituída por Torcato Ribeiro, Catarina Marques, Daniel Marques e Célia Magalhães, reuniu com o Círculo de Arte e Recreio, em Guimarães.

Aos candidatos da CDU foi exposta a atividade desta importante associação com intervenção nas áreas da Cultura, Desporto, Ensino e Formação. Trata-se de uma associação inter-geracional, com diversidade de atividades, sendo uma espécie de “incubadora” de associações juvenis, culturais e desportivas.

No Círculo nasceram as duas tunas da Associação Académica da Universidade do Minho. É um espaço de encontro e lazer preferencial dos estudantes “Erasmus” em Guimarães. Foi importante na formação de clubes e secções de xadrez na cidade de Guimarães, tendo desempenhado um papel reconhecido na divulgação e fomento da modalidade no concelho.

Torcato Ribeiro teve oportunidade de valorizar o papel desta associação e do movimento associativo, que cumprem uma função essencial na resposta em dimensões da maior importância da vida das comunidades locais. O candidato destacou o compromisso da CDU na defesa da atribuição de pelo menos 1% do Orçamento do Estado para a Cultura e da criação de um Serviço Público de Cultura.

“Os apoios públicos que têm existido ao Movimento Associativo são demasiado residuais. É fundamental alterar esta má opção”, acrescentou Torcato Ribeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *