‘Corço’ morreu na Vila do Gerês de causas naturais

Era de Celestino Carvalhal, mais conhecido como ‘Corço’, da Vila do Gerês, o corpo encontrado num caminho florestal na passada sexta-feira. Faleceu de causas naturais soube o Terras do Homem junto de fontes ligadas à investigação.

O sexagenário, foi encontrado já sem vida, causando consternação na vila termal, por ser uma pessoa muito estimada. As perícias da Polícia Judiciária de Braga apuraram tratar-se de uma morte não violenta.

Celestino Manuel da Silva Carvalhal, solteiro, estava reformado, aguardando a atribuição da quantia da pensão de reforma, tendo começado assim recentemente a dedicar-se a realizar caminhadas nas imediações da vila termal do Gerês.

Dada a elegância do seu porte, Celestino Carvalhal era conhecido por ‘Corço’, símbolo do Parque Nacional da Peneda-Gerês.

O seu funeral não tem data marcada, porque a autópsia só decorrerá amanhã, no Gabinete Médico-Legal e Forense do Cávado, em Braga, mas sabe-se já que a missa será na Capela de Santa Eufémia, sendo depois sepultado no Cemitério da Vila do Gerês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *