Aeronave portuguesa apoia combate ao tráfico de estupefacientes e à imigração irregular

Uma aeronave P3-C CUP+ e respetiva tripulação, da Força Aérea Portuguesa, em apoio à Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira – FRONTEX, para vigilância das fronteiras marítimas do sul de Espanha, desde o dia 8 de setembro, já realizou mais de 43 horas de voo, tendo detetado 34 embarcações (19 relacionadas com o tráfico de estupefacientes e 15 relacionadas com a migração irregular).

A Agência FRONTEX, em conjunto com as autoridades espanholas, desenvolve esta operação conjunta, designada “INDALO 2020”, com a finalidade de combater o tráfico de estupefacientes, controlo da migração irregular, poluição marítima, pesca ilegal e salvaguarda da vida humana no mar através das missões de busca e salvamento.

O destacamento português é constituído pela respetiva tripulação da aeronave, equipa de manutenção e elementos de apoio à missão, com um efetivo de 30 militares, que se encontram a operar a partir de Málaga, até até 5 de novembro de 2020.

Portugal empenha ainda um oficial de ligação em Madrid, no “International Coordination Center”, da agência FRONTEX.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *