Município de Amares recebe, novamente, bandeira verde de Autarquia Familiarmente Responsável

A Câmara de Amares ganhou, novamente, a bandeira verde de ‘autarquia familiarmente responsável’. Um galardão atribuído pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas reconhecendo os municípios mais familiarmente responsáveis.

Algumas das medidas que mais se destacam nos municípios distinguidos são o apoio ao nascimento; transporte escolar; refeições escolares; atividades de férias gratuitas; comparticipação em tratamentos dentários; comparticipação em tratamentos oftalmológicos; unidades de saúde móveis, entre outras boas práticas.

Na sua 12ª edição, o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis (OAFR) distingue 81 municípios com a bandeira verde de “Autarquia Familiarmente Responsável”, um número que evoluiu mais de 5%, face às 77 entidades premiadas o ano passado.

No distrito de Braga foram galardoados sete Municípios, sendo Amares o único do Vale do Homem a conseguir a distinção.

“Mas para já gostaríamos que todas as autarquias estivessem sensibilizadas para a importância da implementação de políticas de família globais, integradas e transversais. Políticas capazes de valorizar a família e capazes de garantir às famílias o pleno exercício das suas responsabilidades e competências de forma a prevenir e apoiar situações de risco e vulnerabilidade. No fundo contribuir para ter famílias mais fortes e resilientes”, destaca Isabel Paula Santos, responsável do OAFR.

O OAFR foi criado em 2008 pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas e tem como principais objetivos acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de responsabilidade familiar para as famílias em geral.

A distinção “Autarquia Familiarmente Responsável” é atribuída através de uma bandeira às autarquias que em cada ano se distinguem pelo melhor conjunto de práticas adotadas em matéria de responsabilidade familiar para com os seus munícipes e os seus colaboradores.

Boas práticas em tempos de Covid-19
Em 2020, com pandemia da Covid-19 a agravar a situação social de muitas famílias, o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis, alargou a sua missão e criou uma plataforma online onde partilha um levantamento de boas práticas e das medidas excecionais de apoio às famílias implementadas pelos municípios portugueses.

Para Isabel Paula Santos, “este ano, com os desafios acrescidos que a situação de pandemia trouxe, as autarquias, uma vez que dispõem de meios e conhecimento essenciais, são fundamentais no processo de contenção e combate ao vírus. Mais do que nunca cabe às autarquias proteger e apoiar as populações, especialmente as mais vulneráveis”.

A plataforma específica do OAFR, para a introdução de boas práticas e de novas medidas excecionais de apoio à família, está aberta para atualização constante de todos os municípios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *