Projeto de cibersegurança da Águas do Norte em destaque na revista ComputerWorld

O projeto de cibersegurança da Águas do Norte, Water Cyber Security Plan (WCSP), esteve em destaque na revista ComputerWorld, na sua edição especial sobre cibersegurança. Este projeto visa proteger toda a rede e infraestruturas da Águas do Norte, a fim de garantir a continuidade dos serviços prestados no âmbito do Sistema Multimunicipal de Abastecimento de Água e de Saneamento de Águas Residuais do Norte de Portugal.

Este projeto é co-financiado pela União Europeia no âmbito da candidatura ao programa Connecting Europe Facility – Telecom, e como objetivo fundamental o desenvolvimento de capacidades operacionais na área da cibersegurança e implementação da Diretiva Comunitária relativa à Segurança das Redes e dos Sistemas de Informação.

Com a utilização do WCSP será possível identificar, proteger, responder e recuperar o ecossistema da Águas do Norte, por meio da criação de um centro de operações de segurança com base nas plataformas de gestão de incidentes e inteligência cibernética artificial, de modo a conseguir monitorizar todo o ecossistema digital, identificando e adaptando-se continuamente às ameaças cibernéticas mais evoluídas. A implementação do projeto vai contribuir para melhorar a capacidade de resposta do sistema da Águas do Norte e assegurar o fornecimento das informações relevantes para as partes interessadas em segurança cibernética, a nível nacional e internacional.

A Águas do Norte iniciou a atividade a 30 de junho de 2015 e, enquanto entidade concessionária do sistema multimunicipal de abastecimento de água e de saneamento do Norte de Portugal, em “alta”, é responsável pela captação, tratamento e abastecimento de água para consumo público e pela recolha, tratamento e rejeição de efluentes domésticos, urbanos e industriais em 63 Municípios que integram este sistema.

Assume ainda a exploração e gestão do sistema de águas da região do Noroeste, em “baixa”, que envolve 8 Municípios da região, reunindo numa única entidade gestora, os serviços de abastecimento de água e de saneamento de águas residuais em “alta” (prestados aos Municípios) e em “baixa” (prestados aos utilizadores finais, os munícipes), de forma regular, contínua e eficiente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *