Várias unidades de apoio social na área da deficiência e da doença mental aprovadas em Vila Verde

O Conselho Local de Ação Social (CLAS) do concelho de Vila Verde reuniu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, onde aprovou os pedidos de parecer do Centro Social do Homem, para as seguintes respostas: Unidade Sociocupacional – USO – Casa da Citânia; Residência de Apoio Moderado – Casa da Citânia; Lar Residencial – Quinta do Senhor; ERPI (Estrutura Residencial para Idosos) e Centro de Dia – Casa da Alegria; Equipa de Apoio Domiciliário em Saúde Mental (EAD) – Casa da Citânia; COHOUSING – Habitação Colaborativa – Quinta do Senhor.

Também foi aprovado o pedido de parecer para a criação de um CAFAP – Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental, solicitado pela ADOL – Associação Domingos Oliveira Lopes.

A reunião foi presidida pelo Presidente da Câmara Municipal, António Vilela, e contou com a presença da Vereadora da Ação Social, Júlia Fernandes, e de representantes das várias instituições de solidariedade social, escolas, Juntas de Freguesia e Conferências Vicentinas, entre outras.

Em relação aos pareceres pedidos pelo Centro Social do Vale do Homem o presidente da autarquia vilaverdense referiu “que se tratam de excelentes respostas para o concelho, que vem ao encontro a várias necessidades sentidas no terreno e que proporcionarão melhores condições de vida às pessoas portadoras de deficiência mental e às suas famílias.”

Na reunião também foi apresentado o Relatório de Execução das Atividades desenvolvidas pelo CLDS-4G de Vila Verde.

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Vila Verde apresentou o diagnóstico concelhio infantojuvenil e a proposta do Plano Local de Promoção e Proteção das Crianças e Jovens.

Esta entidade informou ainda, que no dia 24 de maio, o Agrupamentos de Escolas de Prado e de Vila Verde e Escola Secundária receberam a distinção de SELO PROTETOR, atribuído pela CNPDPC.

Esta distinção resulta do reconhecimento destas entidades como impulsionadoras de políticas públicas, plasmadas no seu Projeto Educativo, e práticas promotoras da proteção e promoção dos Direitos da Crianças e dos Jovens. A EPATV já teve este reconhecimento em edição anterior.

No final dos trabalhos o edil, António Vilela, agradeceu a todas as instituições presentes o incansável trabalho que desenvolvem durante todo o ano junto dos vilaverdenses, das pessoas com maior vulnerabilidade social, nomeadamente idosos, portadoras de deficiência, crianças, jovens e suas famílias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *