Paraquedistas participam em operação de paz das Nações Unidas na República Centro-Africana

Os militares portugueses, da 9ª Força Nacional Destacada, maioritariamente composta por Paraquedistas, ao serviço das Nações Unidas na República Centro-Africana, estiveram empenhados numa operação de paz, em Bouar, a cerca de 430 Km da capital, Bangui.

Face à situação de tensão existente na região Oeste da República Centro-Africana, com relatos de confrontos entre elementos afetos ao Grupo Armado 3R (Regresso, Reclamação, reconciliação) e as Forças Armadas Centro Africanas, a MINUSCA lançou uma operação, com a finalidade de garantir a proteção de civis, a liberdade de movimentos e criar condições para um ambiente estável e seguro nesta região.

No dia 10 de junho, a Força Portuguesa, que é a Força de Reação Rápida da MINUSCA, constituída por 154 militares e 48 viaturas táticas, foi projetada por via terrestre, para a cidade de Bouar, localizada na região Oeste da República Centro-Africana, num movimento que, por força das condições meteorológicas e do terreno, se traduziu num deslocamento de dois dias.​

Durante a operação, a Força de Reação Rápida realizou ações de reconhecimento aéreo, com o apoio de helicópteros do Grupo de Aviação do Bangladesh e de Veículos Aéreos Não Tripulados “Raven”, do Exército Português, que contribuíram para a recolha de informação sobre, entre outros, a presença e movimentação dos Grupos Armados.

A Força Portuguesa realizou, ainda, patrulhas de segurança terrestres, em várias povoações da região de Bouar, nas quais estabeleceu contacto com a população local, verificando as suas condições de segurança e recolhendo informação sobre eventuais ameaças.

No dia 4 de julho a Força Portuguesa regressou à Base, em Bangui, encontrando-se agora a cumprir o período de regeneração, com vista a recuperar a sua máxima capacidade operacional, para futuras missões que lhe possam ser atribuídas.

Mais uma vez, a presença dos militares portugueses na região, em nome da manutenção da paz, trouxe segurança às populações locais e contribuiu para o estabelecimento de um ambiente estável e seguro na região de Bouar.

Esta é a 9ª Força Destacada neste teatro de operações, sendo o atual contingente composto por 180 militares, maioritariamente tropas especiais Paraquedistas do Exército Português, integrando ainda militares de outras unidades do Exército e Controladores Aéreos Avançados da Força Aérea.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *